Papa nomeia dom Lorenzo Baldisseri secretário da Congregação para os Bispos, no Vaticano



           
             Na manhã desta quarta-feira, 11 de janeiro, o papa Bento XVI transferiu o atual Núncio Apostólico no Brasil, dom Lorenzo Baldisseri para a Secretaria da Congregação para os Bispos, um dos dicastérios da Cúria Romana, no Vaticano. Dom Baldisseri havia completado nove anos de nomeação para a Nunciatura Apostólica no Brasil no dia 12 de dezembro passado. Antes, ele foi núncio no Haiti (1992 – 1995), no Paraguai (1995 – 1999), na Índia e no Nepal (1999 –2002).

             No Brasil, ele sucedeu a dom Alfio Rapisarda. Dom Lorenzo Baldisseri passa a responder pela Secretaria da Congregação para os Bispos que tem como prefeito, desde junho de 2010, o cardeal canadense Marc Oullet, que esteve presente e orientou o retiro espiritual dos bispos na última Assembleia Geral da CNBB, em maio de 2011, em Aparecida (SP). O Secretário anterior da Congregação era o ex-núncio apostólico na Espanha, arcebispo português, dom Manuel Monteiro de Castro, que será criado cardeal no próximo Consistório, de 18 de fevereiro, conforme anúncio feito pelo Santo Padre no Angelus da Epifania, dia 6 de janeiro.

Fonte: www.cnbb.org.br


Agradecimento da CNBB ao atual Secretário da Congregação para os Bispos

         Dom Damasceno agradece sua “excelente atuação tanto junto às autoridades brasileiras como representante do Papa”, como também pelo seu “zelo apostólico”, destacando o “recém-lançado livro ‘Ação e Missão’, fruto dos seus pronunciamentos durante seu serviço à Igreja no Brasil.
         Dom Damasceno destacou, entre as várias contribuições de Dom Baldisseri à Igreja do Brasil, especialmente a “conclusão do acordo entre o governo brasileiro e a Santa Sé”, estabelecendo o estatuto Jurídico da Igreja Católica no Brasil, “promulgado no dia 11 de fevereiro de 2010.
        Terminou a nota dizendo: “Temos a certeza de que a Igreja do Brasil será sempre grata pelo seu fecundo trabalho realizado como Núncio Apostólico em nosso país”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário